quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Cabelos Pôr-do-Sol - Sunset hair


Poucas cenas são tão bonitas como aquele pôr-do-sol no verão. No final da tarde ou até no começo da rua, aquela grande bola amarela vai ficando alaranjada e se escondendo, até sumir no horizonte. Tem gente que gosta tanto desse visual, que tenta trazê-lo para bem perto, mais especificamente, para a própria cabeça. É o caso de quem adere ao sunset hair, uma técnica de coloração capilar inspirada no momento em que o sol se esconde na natureza.

Sunset hair: vermelho, laranja, amarelo, roxo

Para recriar o pôr-do-sol nos cabelos, profissionais especialistas em coloração, fazem combinações entre tons presentes na cena. O vermelho é o tom que aparece com mais peso no sunset hair. Por isso, as mechas são recomendadas para quem tem uma certa vontade de ser ruiva. O laranja vem em seguida, junto do amarelo e até do roxo e do rosa. São os chamados tons fantasia. A composição é feita de acordo com a vontade de cada pessoa. Algumas delas levam até a foto de uma cena do sol baixando para o hair stylist se inspirar, na hora de montar a paleta e o degradê.




Como é feito o sunset hair

O efeito do sunset hair é conquistado pela aplicação em degradê de tons fantasia. Para que eles apareçam e fiquem mesmo evidentes no final do processo, é preciso começar descolorindo os fios. Por isso, quem vai aderir a esse tipo de mecha, deve se certificar antes de que os fios estão saudáveis, porque a retirada da pigmentação agride a fibra capilar, abrindo as cutículas (a parte externa dos fios) e alterando o córtex, parte central do cabelo.
Os mais frágeis e sensíveis podem não resistir a essa etapa e perder a forma, o brilho, a maciez e até cair. Se essa for a sua situação, faça um intensivo de cuidados antes, seguindo o cronograma capilar, intercalando hidratações,restaurações e nutrições antes de colorir.
Descoloração feita, é hora de aplicar os tons fantasia. Para o resultado ficar perfeito, do jeitinho que você deseja, é essencial que a coloração seja realizada por um profissional especializado. Ele vai saber como espalhar cada tinta e o tempo de ação necessário para que cada uma atinja o tom esperado. Não dá para arriscar.








Variações do sunset hair

Observadores do pôr-do-sol sabem que ele nunca é exatamente igual. A cada dia, as nuances se misturam de uma maneira diferente. Há vezes em que o vermelho fica bem marcado e há vezes em que o laranja se destaca mais. A mistura de cores muda a cada minuto, conforme o sol se esconde cada vez mais. Por isso, existem diferentes versões do sunset hair e esse é um dos grandes trunfos da tendência. Um cabelo sunset hair nunca será exatamente igual ao outro.






Sunset hair nos crespos e cacheados

Assim como o pôr-do-sol, que é democrático e pode ser visto por todos, o sunset hair também agrada a diferentes tipos de pessoas e pode ser usado por donas de várias texturas de cabelos, dos mais crespos aos totalmente lisos. O importante é conversar bem com o profissional que fará a coloração, para garantir que o resultado vai sair do jeitinho que você esperava.






A manutenção

Como o sunset hair é uma técnica de coloração com cores fantasias, que exigem a descoloração prévia para aparecer, ela também acaba sendo agressiva para os cabelos. Por isso, depois de aderir ao efeito, é preciso redobrar a atenção com os fios. Aumente a frequência de hidratação, que deve ser feita com produtos de qualidade e formulados especificamente para o seu tipo de cabelo.
Apesar das mechas serem inspiradas no sol, ele é um dos maiores vilões dos fios coloridos. Por isso, não se esqueça de usar filtro solar capilar. Reconstruções com queratina e nutrições com óleos de tratamento também são bem-vindas.
Se for adepta do secador, da chapinha e do baby-liss, não abra mão do protetor termo-ativado. No banho, use produtos formulados para cabelos coloridos e evite a água muito quente. De preferência, faça o último enxágue com água fria.
Como os cabelos crespos e cacheados são ainda mais sensíveis, porque têm uma tendência maior ao ressecamento, já que a oleosidade produzida na raiz tem mais dificuldade para chegar até às pontas, por conta dos ângulos e curvas encontrados no meio do caminho, os cuidados devem ser ainda mais intensos. Nesse caso, a hidratação pode ser feita uma vez por semana ou até em cada lavagem. Não se descuide!
A pré-lavagem também é bem-vinda. Cerca de dez minutos ou até meia-hora antes de entrar no chuveiro, aplique uma quantidade generosa de um óleo de tratamento, à base de argan ou macadâmia, por exemplo, nos fios. Espalhe bem e espere. Depois, lave os fios como de costume. O óleo protege os fios do desgasta causado pelo shampoo e deixa os cachos mais bonitos e fáceis de cuidar. 







Outras tendências coloridíssimas

Nos últimos tempos, os efeitos e elementos da natureza têm se traduzido em técnicas de coloração que chamam a atenção nos cabelos. É tendência se inspirar no céu, na galáxia e até em pedras preciosas para ter madeixas diferentes. Confira outros efeitos que se traduziram em colorações capilar e viraram moda:
Galaxy hair É bem parecida com o sunset hair, mas mudam as cores que entram em cena. Enquanto o sunset é inspirado no pôr-do-sol, o galaxy foi criado a partir das fotos do universo e das estrelas. Tons de roxo, azul e rosa são os preferidos de quem aderiu – e continua aderindo – à tendência.



Opala hair Além do céu, elementos da terra, como as pedras preciosas, também viram modelos na hora de se inspirar para criar novas técnicas de coloração. É o caso do cabelo de opala ou opala hair, que surgiu a partir do visual de uma pedra chamada opala – por isso, o nome. Alguns também chamam o estilo de madrepérola. Nesse caso, os fios são totalmente clareados e recebem reflexos bem leves de cores como rosa, azul, verde e roxo. A ideia é criar um efeito furta-cor.




Proxima Anterior Inicio

0 comentários :

Postar um comentário